domingo, 17 de janeiro de 2016

A Soberania de Deus na Reprovação por Arthur W. Pink


“Considera, pois, a bondade e a severidade de Deus”
Romanos 11:22


No último capítulo, quando tratando da Soberania de Deus o Pai na salvação, examinamos sete passagens que O representam como fazendo uma escolha dentre os filhos dos homens, e predestinando certas pessoas para serem conformadas à imagem de Seu Filho. O leitor pensativo naturalmente perguntará: E aqueles que não foram “ordenados para a vida eterna?”. A resposta que é usualmente retornada a esta questão, mesmo por aqueles que professam crer no que a Escritura ensina concernente à soberania de Deus, é que Deus ignora os não-eleitos, deixando-lhes sozinhos para seguir o seu próprio caminho, e no fim lança-lhes no Lago de Fogo porque recusaram Seu caminho, e rejeitaram o Salvador de Sua providência. Mas isto é somente uma parte da verdade; a outra parte  que é mais ofensiva à mente carnal  é ignorada ou negada.

NOTAS FINAIS:
[1] “dEle”— Sua vontade é a origem de tudo o que existe; “através” ou “por Ele”  Ele é o Criador e Controlador de tudo; “para Ele”  todas as coisas promovem a Sua glória no final.


Traduzido por: Felipe Sabino de Araújo Neto (monergismo)
Cuiabá-MT, 19 de Março de 2004.
__________________________________________________

LEIA OUTROS ARTIGOS RELACIONADOS ATRAVÉS DOS BLOGS ABAIXO:





.

Nenhum comentário:

Postar um comentário